Atualmente, os sistemas de câmeras de segurança na nuvem são os mais modernos do mercado. Mas a pergunta que fica é: eles são realmente seguros?

Para responder a essa pergunta, primeiro precisamos falar sobre Cloud Computing ou computação em nuvem. A tecnologia que permite o uso remoto de recursos da computação através da internet e que só vem ganhando mais e mais adeptos nos últimos anos. Sem perceber, tudo hoje em dia já parece acontecer por lá. Basta olhar para o nosso dia a dia. Quem ainda não está na “nuvem” parece ter ficado no passado.

Mas ainda hoje, há quem se preocupe em migrar para a nuvem por questões de segurança. Então confira a seguir nosso artigo e descubra você mesmo se o armazenamento em nuvem é ou não seguro.

Principais vantagens da Computação em Nuvem

E se todos os arquivos da sua empresa fossem armazenados em uma rede gigantesca com todos os recursos para você acessá-los quando quiser por meio de um dispositivo conectado à Internet? E se além da facilidade de acesso você pudesse contar com uma maior segurança dos dados? Essas são as principais mudanças que a computação em nuvem proporciona para os sistemas de câmeras de segurança em nuvem. 

A tecnologia permitiu uma maior disponibilidade dos dados, que podem ser acessados a qualquer momento. O controle ao acesso de informações também pode ser facilitado e hoje gera maior segurança para os usuários por meio de login e senha. E por falar em segurança, as informações armazenadas são todas criptografadas, garantindo assim a tão esperada proteção dos dados.

Os dados em nuvem são gravados em um data center, que é um espaço composto por diversos servidores que separam todos os arquivos em partes. Tudo é salvo em diretórios e/ou servidores diferentes, mas nenhum documento pode ser acessado por partes. Isso quer dizer que o risco de perdas é mínimo e o acesso por alguém estranho também.

Segurança analógica no sistema de vídeo tradicional

Nos sistemas de vigilância tradicionais, as gravações das câmeras ficam armazenadas em um dispositivo chamado NVR (Network Video Recorder) ou DVR (Digital Video Recorder), que fica fisicamente conectado às câmeras. Em tese, um sistema NVR seria a opção mais segura. Mas será que é mesmo? 

Depender de um espaço de armazenamento no HD e ficar limitado a acessar seus arquivos através de um único dispositivo não parece uma opção tão segura e viável assim. O HD normalmente é bem grande de tamanho e fica exposto a diversos problemas, como falta de espaço de armazenamento, possibilidades de furto, ataque de hackers e ausência de manutenção preventiva.

De acordo com o Relatório de Ameaças à Segurança na Internet da Symantec, os DVRs são classificados em segundo lugar na lista de dispositivos vulneráveis ​​envolvidos nos ataques cibernéticos, mais um motivo para questionar como suas imagens são armazenadas e se o seu serviço de segurança é realmente seguro.

Sistema de câmeras de segurança em nuvem

Com o sistema de câmeras de segurança em nuvem você não precisa mais se preocupar com a falta de espaço de armazenamento no HD. Os serviços de câmera atuais contam com um nanocomputador integrado em uma única placa, o Raspberry Pi, que transmite as imagens de forma segura e criptografada para a nuvem.

O único ponto que você precisa garantir é não abrir porta em seu roteador e assim não deixar sua rede vulnerável para o acesso de terceiros. Mas os serviços de segurança com armazenamento em nuvem, que prezam pela segurança dos dados dos clientes, garantem as melhores práticas nesse tipo de configuração.

A tecnologia permite então uma nova vigilância para o seu negócio. O recurso possibilita a instalação facilitada de atualizações de hardware e software, menor risco de ataques físicos e cibernéticos, tempo de reação mais rápido e possibilidade de introdução de recursos de segurança adicionais, como autenticação de dois fatores e login único. 

Com a facilidade do armazenamento e segurança em nuvem, você e seus colaboradores podem acessar todas as imagens de forma fácil e segura através de qualquer dispositivo conectado à Internet. 

Dessa forma, a alta tecnologia das câmeras de segurança em nuvem está provando ser a opção mais fácil, segura e eficaz para o videomonitoramento de estabelecimentos comerciais e prédios residenciais. 

E você, ainda acha que dá pra confiar na segurança dos sistemas tradicionais de vigilância? Está mais do que na hora de aposentar o seu NVR / DVR.

Saiba mais sobre a Gabriel, a startup de tecnologia que chega ao mercado para redesenhar o serviço de segurança com inovação e inteligência. E o melhor de tudo? Ainda cabe no seu bolso.

Até a próxima!

Avalie o artigo

Média dos votos 0 / 5. Total de votos: 0

Quer receber mais novidades do nosso blog? Assine a newsletter

Assine a newsletter